quarta-feira, abril 16, 2008

Lousada Seminário EMISSÃO ZERO

Dia 22 Abril 2008

Página 1
SEMINÁRIO «EMISSÃOZERO É QUE ESTÁ A DAR!»
A AMBISOUSA – Empresa Intermunicipal de Tratamento e Gestão de Resíduos Sólidos do Vale
do Sousa, tem a honra de convidar V. Exas. para o Seminário «EmissãoZero é que está a
dar!», a ser realizado a partir das 10h no próximo dia 22 de Abril, no Aterro de Lustosa, em
Lousada.
O Seminário, a decorrer no Dia da Terra, faz parte do Plano de Comunicação e Sensibilização
para 2008 e tem intrínseco a marca «EmissãoZero» (www.emissaozero.com). Esta marca visa
promover o desenvolvimento sustentável compensando as emissões resultantes das
actividades, através do sequestro de CO2.
O evento tem como principal objectivo a assinatura do contrato de adesão da AMBISOUSA ao
Programa Greenbuilding, que em Portugal é coordenado pela ADENE – Agência para a Energia.
O Programa visa aumentar a consciencialização e incentivar o investimento em projectos de
eficiência energética e de integração de energias renováveis em edifícios não-residenciais.
Em simultâneo, assegura o reconhecimento público a todas as organizações que implementem
projectos que resultem em significativas economias de energia. Essas economias contribuirão
não apenas para o combate europeu contra as alterações climáticas, como, do ponto de vista
financeiro, são vantajosas pela redução de custos energéticos a elas associadas.
A par da assinatura do contrato entre a AMBISOUSA, representada pelo Sr. Presidente do
Conselho de Administração, o Professor Doutor Macedo Dias, e a ADENE, representada pelo Sr.
Director Geral, Dr. Alexandre Fernandes, o Seminário conta ainda com a apresentação do
Sistema de Certificação Energética dos Edifícios e do Programa GreenBuilding,
respectivamente pelo Eng. Jorge Barata Marques e pelo Eng. Diogo Beirão, ambos da ADENE.
Certos de que esta iniciativa é igualmente do V. interesse, agradecemos a confirmação da
presença até a próxima sexta-feira, dia 18 de Abril.
Agradecendo desde já toda a atenção e divulgação do evento.
Com os melhores cumprimentos,
_______________________________
Para mais informações contactar:
Elisabete Fernandes
efernandes@formatoverde.pt
Formato Verde – Educação para a Sustentabilidade
T +351 229 352 321 F +351 229 352 322
M +351 968 903 363
www.formatoverde.pt

Página 2
A AMBISOUSA, Empresa Intermunicipal de Tratamento e Gestão de Resíduos Sólidos do Vale do
Sousa E.I.M., é responsável pela gestão dos dois Aterros Sanitários do Vale do Sousa para onde
são encaminhados os resíduos sólidos urbanos indiferenciados, e envia para reciclagem
através da Sociedade Ponto Verde, após triagem, o resultado da recolha selectiva de papel,
cartão, vidro e plástico abrangendo toda a sua população do Vale do Sousa, estimada em
cerca de 330 000 habitantes.
A ADENE, Agência para a Energia, é uma instituição de tipo associativo de utilidade pública
sem fins lucrativos que realiza, prioritariamente, actividades de interesse público no domínio
da política energética e dos serviços públicos concessionados ou licenciados no sector da
energia. A sua actividade junto dos diferentes sectores económicos e dos consumidores visa a
racionalização dos respectivos comportamentos energéticos, a aplicação de novos métodos de
gestão de energia e a utilização de novas tecnologias. Esta instituição é ainda o ponto de
contacto do programa Greenbuilding em Portugal, sendo responsável por todo o processo de
participação de instituições ou entidades que pretendam aderir ao programa.
Sistema de Certificação Energética dos Edifícios
A energia é um factor importante para o crescimento da economia e um elemento vital para o
desenvolvimento sustentável de um país. A Certificação Energética para além de ser um tema
mundial de grande importância e particularmente na Europa, é prioritária e obrigatória,
tendo como objectivos o aumento da eficiência energética dos edifícios, através da redução
das emissões de GEE (Gases de Efeito de Estufa). Com a criação do Sistema de Certificação
Energética, no futuro, todos os novos edifícios terão um certificado que caracteriza o seu
consumo energético. O objectivo principal é informar o utilizador sobre a prestação
energética dos edifícios. A certificação será exigida de uma forma faseada para os edifícios
existentes, sujeitos a importantes intervenções de reabilitação, edifícios públicos e
frequentemente utilizados pelo público, bem como para todos de venda, locação e
arrendamento.

Página 3
Programa GreenBuilding
O sector dos edifícios é responsável por mais de 40% do consumo de energia final na Europa,
sendo que 1/3 desse consumo tem origem em edifícios não-residenciais, como, por exemplo,
escritórios, instalações industriais, escolas, hospitais ou hotéis. Simultaneamente, o potencial
de economias de energias, que é significativo, pode ser aproveitado através da
implementação de medidas como sejam a melhoria dos sistemas de climatização ou da
optimização da envolvente dos edifícios. Por esse motivo, é necessário um grande esforço de
todos os europeus, especialmente das organizações públicas e privadas, para um efectivo
aproveitamento desse potencial.
Nesse sentido, em 2005, a União Europeia lançou o Programa Greenbuilding, de adesão
voluntária, com o objectivo de consciencializar e incentivar o investimento em projectos de
eficiência energética e de integração de energias renováveis em edifícios não-residenciais.
Para participar no Programa qualquer empresa ou organização que pretenda contribuir para
os objectivos do Greenbuilding pode fazê-lo de duas formas: como Parceiro, caso as
organizações sejam proprietárias ou arrendatárias de longo prazo de edifícios nãoresidenciais;
como Associado, caso as organizações disponibilizem produtos e serviços nos
domínios da eficiência energética e das energias renováveis.