segunda-feira, abril 10, 2006

A nascente do Rio Cavalum

O Rio Cavalum, afluente do Rio Sousa, nasce na freguesia de Croca, no lugar de Curcil. A AARisS deslocou-se no dia 10 de Abril até à nascente do Rio Cavalum, em visita de estudo e exploração, a fim de ver o estado do rio.

A presa identificada como nascente do rio Cavalum, está envolta em silvados. A partir daí o Cavalum, que mais parece um pequeno rego de água, está encanado, atravessando alguns campos. Curiosamente, não é dos tempos actuais a atitude de encanar o rio Cavalum nas proximidades da sua nascente. Vários troços do rio já foram encanados no passado, atravessando subterraneamente alguns campos através de “minas” feitas totalmente em pedra.


Da nascente até à presa de Linhares, situada cerca de um quilómetro para jusante, o Cavalum tem um pequeno caudal de água aparentemente limpa e em bom estado. A abundância de plantas aquáticas viçosas e de rãs verdes atestam a qualidade da água. Abundam os agriões, mas não se aconselha ninguém a comê-los já que na presa da nascente se encontraram alguns animais mortos, como coelhos.


Um pouco abaixo da presa de Linhares, o rio volta a correr numa mina que atravessa um campo, para mais à frente sair a céu aberto e… poluído por uma descarga “subterrânea” de uma fossa sumidoura situada nas proximidades. A quantidade de resíduos agarrados às raízes e ramos tombados é impressionante. Falando com moradores próximos, ficamos a saber que de Verão, com o fraco caudal do rio, as descargas de águas chocas tornam o ar pestilento e nauseabundo e naturalmente a água.